Quem nos salvou foi o STF?

Para Fernando Rodrigues, em seu blog, quem nos salvou do auto-aumento de 91% dos parlamentares foi o STF (Supremo Tribunal Federal). Realmente, a avalanche de manchetes (algumas até dramáticas) fez supor que sim.

Mas só nas entrelinhas de uma reportagem do Estadão é que entende-se direito o processo: o STF e seus ministros assaltados (que também ganham R$ 24.500) lavaram as mãos por duas vezes antes de dar o braço a torcer. Afinal, qual a educação sagrada que receberam ou mandato público exercem? Foram eleitos? Por quem? Ou será que defendem também apenas os próprios interesses?

Aplausos para os deputados Raul Jungmann (PPS-PE), Fernando Gabeira (PV-RJ) e Carlos Sampaio (PSDB-SP), autores do mandado de segurança que efetivamente segurou a farra do Legislativo. Fizeram uso de seu mandato de representantes públicos e conseguiram estancar a sangria.

Mesmo assim, o STF não impediu que nada acontecesse (e, talvez, com seus salários de também R$ 24.500, os ministros da Casa não tenham tanta condição moral diante da sociedade para tal). O Supremo só “empurrou” de volta a decisão para o Legislativo, que hoje decide como ficará o aumento.

Enquanto continua a novela do arbítrio em próprio favor, o resto do país que precisa de solução espera.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s