Adjetivos super jornalísticos

Por usar termos como “negociante de notícias”, “pessoa fraudulenta”, “livro indecoroso” e “quadrilheiro”, que revelam a qualidade (?) de seu jornalismo (???), a revista Veja foi condenada a pagar indenização de R$ 17,5 mil ao autor de um livro. A questão que fica no ar: há tanto jornalista bom trabalhando na editora Abril; por que não praticar corretamente a profissão?

Anúncios

Um comentário sobre “Adjetivos super jornalísticos

  1. A publicação da sentença na revista visa “chamar a atenção de seus diretores para a prática de jornalismo menos adjetivo e mais substantivo”.
    Fabuloso.
    Para ser substantivo precisamos de tempo. Quando cozinhamos, “apurar” significa esperar, cuidar, acompanhar o cozimento com atenção para perceber o ponto exato.
    No jornalismo têm-se cada vez menos tempo para apuração, é isso?
    Quem tem pressa… ou come cru ou queima a língua! :-P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s