Pirataria (ou o novo Comunismo)

Aproveito reproduzir post que publiquei no GigaBlog do UOL. Essa é de hoje: China e Rússia são os maiores infratores de direitos autorais. Não por acaso faz lembrar um pôster “antigo” que circulou pela Web no início da década, que trazia um ser “diabólico”, com cara de Vladimir Lenin, apoiado sobre um garoto que baixava MP3 da Internet. Produzido pela zine Modern Humorist, o cartaz dizia: “Quando você pirateia MP3, você faz o download do Comunismo”.

É de se pensar o quanto a questão do “compartilhamento da criatividade” nestes países não está, efetivamente, relacionada à experiência socialista do Oriente. E enquanto a indústria da tecnologia tenta convencer a indústria cultural de que os tempos mudaram, novas formas de licenciamento de conteúdo, como a Creative Commons, ganham cada vez mais espaço no ocidente capitalista.

Baixar MP3 é então ser “comunista”? Comente!

Anúncios

Um comentário sobre “Pirataria (ou o novo Comunismo)

  1. que seja comunismo!!!! eu nao pago 30,00 em um cd!
    sei q to errada, contribuindo pra um dos maiores problemas do país, buuuuut….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s