Mil reais no farol e o fim do túnel

Faz pensar nota publicada no site de Gilberto Dimenstein: estudo realizado por assistentes sociais da esfera municipal revela que crianças que pedem dinheiro em semáforos arrecadam R$ 1.000 por mês em São Paulo.

É engraçado pensar que o efeito borboleta também esteja nisso. Que o mesmo mecanismo psíquico que faz com que um brasileiro aceite (in?)dignamente trabalhar no farol, criança ou não, é o que faz com que o país venha crescendo a metade do que o resto do mundo cresce nos últimos 11 anos.

A luz no fim deste túnel talvez esteja na mentalidade. E numa pequena dose de auto-estima.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s