Neurose.com

Ainda não consigo pensar no Second Life como algo diferente de uma doença psíquica pós-moderna. E tudo que descubro sobre o assunto só reforça a sensação… notícias sobre a “segunda vida” e o que rola nela —até elas são releasentas e comerciais. Sozinhos e multiconectados, como nos alerta Wolton, “na sociedade individualista de massa a preservação do laço social é mais difícil de garantir do que a gestão da individualização”.

É triste, mas precisa ser constatado: pela lógica do menor esforço, preferimos hoje nos relacionar à distância, pelo computador, do que encarar quem está a nosso redor. A geografia, como dizem os empolgados, “não é mais uma coerção”.

A realidade, então, deixa de ser coercitiva pela fuga, e não por sua resolução. E os absurdos que se vêem na segunda vida só mostram que, lá ou aqui, sempre encontraremos os mesmos problemas… lançaremos, então, a Third life? ;)

Anúncios

4 comentários sobre “Neurose.com

  1. pois é… paradoxos que a psicologia não resolveu – e nem tem de resolver. penso que seja mais uma questão de habitar o espaço implicado no paradoxo, com, como você diz, relacionamentos mais verdadeiros…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s