Twitterposter: quantidade é sinônimo de influência?

Descobri via Kleverson um tal de Twitterposter, mashup (combinação de recursos de outros sites) que pretende criar um mapa de influência do Twitter, em tempo real, para mostrar quem é mais influente na comunidade do microblog. O critério de medida da influência é a quantidade de seguidores que um twitteiro tem —quando mais seguidores, maior aparece a foto do cidadão no Twitterposter.

OK, legal. Imagino o Twitter como um meio de distribuição de informação, uma nova forma de buscar coisas e encontrar algo relevante diante de gente que tem interesses parecidos com o seu. Mas daí a acreditar que a influência dessa comunidade possa medir-se pela quantidade de seguidores são outros quinhentos.

Twitterposter

Vou aqui citar o conceito de linkania do colega Hernani Dimantas, da Escola do Futuro. “A multidão hiperconectada emerge como um contrapoder. Esse contrapoder são as conversações descritas pelo Manifesto Cluetrain, são as linhas de comando propostas pelos movimentos do software livre. Essa rede só pode ser quebrada pela negação do acesso. Isso não me parece provável. Pois a internet, por um lado, possibilita toda a algazarra da multidão, por outro favorece ao Império capitalista. Este é o paradoxo do século XXI.”

Hernani cita a necessidade do link (Linko, logo existo) para a existência digital. Algo super válido em dias de Google, page ranks e Search Engine Optimization. É como se neste mundo Web, ser “alguém” significasse ser “linkado”.

O problema aqui é buscar isso a qualquer custo. É como adicionar pessoas em seu Orkut, conhecendo-as ou não, só para somar amigos. Neste sentido, creio que o Twitterposter vai na contra-mão. Toma quantidade por relevância. Imagino que o algoritmo do Google tenha suplantado a concorrência exatamente porque vai além disso.

Será este um bom critério de relevância dentro de um sistema que busca foco de conteúdo?

Anúncios

6 comentários sobre “Twitterposter: quantidade é sinônimo de influência?

  1. Pingback: MetaPerdomo

  2. Pingback: Twitter e a descoberta da relevância « Clico, logo existo

  3. Pingback: Diario de Nunca Jamás, por Raúl Ordóñez » TwitterPoster sigue creciendo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s