Vídeo realmente digital (e, de quebra, como a lei frustra a criatividade)

Tem portal brasileiro por aí que só liga para sites de vídeo em “alta resolução” —talvez porque tenha interesses em vender banda para seus usuários. Tem outros que fizeram um super esforço de marketing, mas deram com os burros n’água com o lançamento do YouTube. E outros ainda que ainda estão na era da Web 1.0 na produção e distribuição de vídeos.

Enquanto isso, tem gente pensando em como transformar a mídia mais analógica de todas em algo digital —dê uma olhada no formato deste vídeo do site TED, o congresso mais fantástico do mundo, que não morro sem assistir ao menos uma vez.

A idéia dos caras é fenomenal —você tem uma barra de navegação por assuntos, uma espécie de decupagem do vídeo. A usabilidade é sensacional. Em vez de vários links com vários trechinhos de vídeo, um único link, uma única janela, e uma maneira inteligente e digital de navegar pelas imagens. Só podia ser idéia dos caras…

De quebra, assista ao mestre Lessig, de Stanford, detonando a lei —uma forma que as grandes corporações encontram para frustrar a criatividade e manter seus níveis de lucro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s