A parte que nos cabe nesse latifúndio

Quando estudava engenharia (sim, foi no colegial técnico…) sempre senti vontade de trabalhar com projetos. Mas ao conversar com as pessoas da área, levei meu primeiro balde de água fria da carreira —”não filho”, diziam os gerentes com que conversava, na época do estágio, “não se projeta no Brasil, o projeto vem de fora, a gente apenas executa”.

Pois pensei que ao sair para uma área menos “industrial” pudesse encontrar algo de novo. Ledo engano… no final das contas, o Brasil é um grande entreposto, em que administradores e profissionais de Marketing (isso sem falar nos advogados, claro…) fazem dinheiro tornando-se dóceis escravos do capital internacional. E quem quer criar simplesmente dança —ou cria um discursinho de “empreendedorismo” difícil de engolir.

Exatamente a sensação que Manual Castells tão bem traduz quando aborda, em seu Sociedade em Rede, a nova divisão espacial internacional do trabalho (p. 477):

  1. “P&D, inovação e fabricação de protótipos foram concentrados em centros industriais altamente inovadores nas principais áreas, geralmente com boa qualidade de vida antes que seu processo de desenvolvimento, em certa medida, degradasse o meio ambiente” (centros de riqueza nos EUA, Europa e Japão);
  2. “Fabrigação qualificada em filiais, normalmente em áreas recém-industrializadas do mesmo país, que, no caso dos EUA, em geral significam cidades de tamanho médio nos Estados do Oeste”;
  3. “Montagem semiqualificada em larga escala e testes que, desde o começo, apresentavam uma grande proporção localizada no exterior, em especial no Sudeste Asiático” (sim, até este posto nós JÁ perdemos para eles);
  4. “Adequação de dispositivos e de manutenção e suporte técnico pós-venda que foi organizada em centros regionais em todo o globo” (pense bem; empresas como Microsoft e Google só têm gente forte no Marketing por aqui…)

Será esta a parte que nos cabe nesse latifúndio? Como a gente muda de mentalidade (sem se render à matriz e, do ame-o, partir para o deixe-o)?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s