Web 2.0, grande tabuleiro de conteúdo

Uma das missões que tenho a partir do ano que vem é enxergar o conteúdo colaborativo na Web —e mais especificamente o jornalismo— como um jogo. A rede vira um grande tabuleiro, em que pessoas, profissionais e organizações apostam suas cartas, ora ganham, ora perdem visibilidade, credibilidade ou sensação de dever cívico cumprido.

Eis então que em minhas webandanças me deparo com o livro “The Web: Hidden Games“, de C. Weng, que descreve sites como Digg, Youtube ou Facebook como grandes “jogos” —Weng chega a usar a definição de Ludwig Wittgenstein para “jogo”, e tenta discorrer no texto sobre uma nova, interativa —e, por que não, divertida— maneira de lidar com a informação que a Internet passou a propor em sites colaborativos.

Bastante interessante. Sempre acreditei que o jornalismo colaborativo segue a mesma linha, e propõe um jogo cívico à uma comunidade. O tabuleiro, realidade do foco de cobertura ou interesse de um veículo participativo, tem suas próprias regras, seus “mestres de RPG”, seus mecanismos internos, seus avatares, seus dados. Aì vai o que Weng cita:

“So just how exactly is Digg.com a hidden game? Certainly, it has no swordwielding heroes who save fantasy worlds from evildoers, but it does have more characters than in any video game. With millions of users, Digg has a wide array of personalities contributing to the community. This makes it like a massive multiplayer online roleplaying game, just without the slaying of monsters. There is a clear goal: to get to the front page, and there are obstacles: not getting dugg up and having to keep trying multiple times. There is fierce competition between all Diggers for that top spot. Sometimes, they even attempt to discredit others’ posts by commenting on poor grammar, false information, and duplicate stories.” 

Para os mais “viciados”, Weng chega a relacionar “regras para vencer” nos jogos colaborativos dos três sites —vencer, na colaboração do autor, é chegar à primeira página. Claro, a primeira página pode estar ligada à necessidade de sucesso e um modo de pensar “um-para-muitos” da mídia de massa. Mesmo assim, não deixa de ser um objetivo válido para um tabuleiro de jogo. Objetivo que cria vencedores dia após dia —e não é muito diferente do sentimento motivador de muita gente que presta vestibular para o curso de jornalismo… ;-)

Anúncios

Um comentário sobre “Web 2.0, grande tabuleiro de conteúdo

  1. Pingback: Google a caminho da colaboração, em modelo wiki « Clico, logo existo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s