API aberta no The New York Times; motoboys no Le Monde

O tempo anda escasso —mas gostaria de dividir duas coisas rápidas aqui hoje. Uma delas, entrevista com Marc Frons, responsável pela área de Tecnologia do “The New York Times”, publicada hoje no Link. Os caras se acham “inovadores” porque vão “abrir a API” do noticiário! Ha! Olha só um trecho:

“Em uma decisão pioneira, o jornal anunciou na última quarta-feira que liberará os códigos que possibilitam acesso a seu conteúdo, conhecidos como APIs, para programadores externos – e também do jornal – desenvolverem as “combinações mais diversas”. Onde isso vai parar? “Tudo depende da capacidade e da imaginação da comunidade de desenvolvimento e do próprio The New York Times”, diz Frons.”

Incrível né? Tudo que se faz na Internet há dois anos, no mínimo, tem API aberta. E agora uma empresa de mídia tradicional se acha pioneira… Ha! Simão: cadê seu colírio alucinógeno? Aliás, por falar em mídia tradicinal… deixa pra lá.

A segunda coisa é o Le Monde Diplomatique falando do Canal*Motoboy. Vivo furando em conversar com o Eliezer, mas a experiência dos caras já tomou ares sociológicos. Fantástico que eles tenham começado a se apropriar da Web para fortalecer o próprio discurso.

Anúncios

Um comentário sobre “API aberta no The New York Times; motoboys no Le Monde

  1. Oi Madu!
    Não tô querendo defender os caras… Mas tem alguma empresa de comunicação, assim… veículo que já tenha aberto as APIs?
    Entendi assim como o grito de pioneirismo deles. E achei uma boa!
    beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s