E o spam chegou ao Twitter

O assunto certamente não é velho —o spam é uma maldição que há anos assola a Web. Super tiro no escuro; é o resquício da era do panfletinho entregue no correio de casa, sem direcionamento algum, marketing da burrice, em uma era de personalização e capacidade de entregar às pessoas o que elas realmente querem (e podem).

E agora, com o boom do Twitter como plataforma de rede social e microblogging, como o spam poderia ficar de fora! Ha —ele chegou. Um deles, em minha caixa postal, tentava-me ao dizer que a helen232 estava me seguindo no Twitter. “U-hu”, você pode pensar. “Será que é gatinha?” Então clica e cai num site norte-americano que tenta vender para você a conversão de seu carro a água. Ha!

De um lado, a estupidez sem foco. De outro, a possibilidade de segmentação extrema, que chega até a perda da privacidade. Pelo menos no Twitter é possível ignorar convites de quem você não conhece. Mesmo assim, é um alerta chato, que me tirou a concentração —mas pelo menos rendeu um post no blog. E o limão vira limonada.

Anúncios

Um comentário sobre “E o spam chegou ao Twitter

  1. Outro problema do Twitter: a conversão automática ao tinyurl, que está levando pessoas a fazer circular sites com scripts maliciosos. Por isso, nada como a boa e velha extensão do Firefox que te mostra para onde a URL está te levando…

    abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s