Por que o jornalismo colaborativo não vai acabar com o jornalista

Uma das grandes angústias do jornalista online atualmente é estar cara-a-cara com a avalanche de informação digital e perceber na própria rede as sementes daquilo que poderia ser seu fim —a eclosão de conteúdo criado pelo usuário (antes leitor), somada ao surgimento de plataformas que reúnem este conteúdo de forma cada vez mais inteligente pode fazer o incauto pensar que o conteúdo colaborativo vai acabar com a função do jornalista na sociedade em rede. Pensamento, porém, apressado.

Quero compartilhar um vídeo que julgo responder a esta angústia com maestria, que chegou hoje a mim pelo colega de trabalho Luiz Fukushiro aqui no UOL. Um remix de diversos conteúdos que forma um completamente novo, e, não bastasse isso, extremamente melhor que cada uma das partes isoladas.

Isso as plataformas web (ainda) não podem fazer. Isos exige um ser humano que se deu ao trabalho de compreender cada um dos conteúdos, encontrar aqueles que lhe serviam pelo ritmo e pela melodia, reuni-los todos e dar a eles o seu ingrediente, o seu ponto de vista, a sua moldura.

Agora me diga: não foi isso sempre que fizemos os jornalistas? ;o)

Anúncios

4 comentários sobre “Por que o jornalismo colaborativo não vai acabar com o jornalista

  1. É o que comentei com meus alunos: por que para várias áreas como Biologia, Física, a colaboração sempre foi e com a internet é mais ainda uma solução, e para o Jornalismo é um problema?

  2. não sou jornalista. mas me lembrei daqueles lendários programas de rádio (uma estação que ficava na leal de souza), a música compondo com as notícias… o próprio jornal da leal, rs. é, parece que o jornalismo colaborativo realmente não vai acabar com os jornalistas. pelo contrário. do pouco que tenho lido por aqui, fico com a impressão de que se trata de um retorno radical à própria experiência em jornalismo. estou errado?

  3. Gostei das colocações. O jornalista transforma-se no que Sergio Amadeu chama de comunicador de redes. isso acontece com a profissão e o Jornalismo, enquanto técnica de contar históras, reflexão sobre os conflitos da sociedade, ganha muito com as mídias colaborativas. E a democracia nos meios de comunicação talvez um dia alcancemos..

  4. Oi Madu,

    Adorei o que você falou e concordo em número, gênero e grau. Na realidade o jornalismo colaborativo veio para ajudar aos profissionais da área, é um algo a mais que a comunicação na internet permite hoje.

    Com certeza, sempre será necessário que um jornalista junte o apanhado de informações que são nos entregue hoje e formate.

    Acredito que hoje existe espaço para todos, mas é claro que a pessoa que tiver mais estudo/experiência (ou a junção dos dois) vai se sair melhor.

    Eu estava justamente pesquisando sobre o assunto “Jornalismo colaborativo” quando decidi passar no seu blog e vi o que estava procurando, boas argumentações!

    Abraços,
    Alê :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s