Meios de distribuição de notícias e suas características

Revisitando uma aula de Jornalismo Online sobre os meios de distribuição de notícias e suas características preparada para os alunos de graduação em Jornalismo do Mackenzie em 2007, tive a oportunidade de enxergar um pouco da evolução da rede (e de minha própria percepção sobre o tema) nos últimos três anos.

De fato, a qualidade do jornalismo independe do meio de que ele se utiliza para chegar ao público. Porém, o jornalista há de ter em mente algumas especificidades de cada meio, de forma a adequar sua linguagem e o material que produz —e fazer com que sua mensagem atinja de forma mais efetiva seu público. E o traço que mais diferencia os veículos, a meu ver, é a interatividade.

Na era do jornal impresso, o máximo de interatividade que um leitor conseguia obter era ter uma carta ou e-mail seu publicados na seção de cartas. A interação também era limitada a folhear o papel, ir e vir no texto —o que já o torna mais interativo que a TV, em que é impossível ir e vir pela matéria que acabou de ser apresentada pelo âncora do telejornal. Isso porque na TV, assim como no rádio, a programação é contínua (“analógica”). O máximo de interatividade é trocar de canal ou estação, mandar SMSs ou usar o telefone para participar ao vivo ou votar em quem você quer que saia de um reality show.

Já na Internet, a interatividade alcança um nível desconhecido até então para os veículos de comunicação. Ela começa pelo clique, que amplia o ir e vir no texto do jornal, liberando o usuário a seguir seu próprio caminho e construir seus próprios “capítulos” enquanto navega. Além disso, ferramentas como enquetes e fóruns aumentam a sensação de participação do público na construção do notíciário, enquanto blogs, wikis e repositórios de vídeos como o Youtube dão ao (antigo) público controle total sobre a produção e troca de informações, criando um cenário de construção coletiva de conteúdo e tornando dispensáveis, até certo ponto, os veículos tradicionais de comunicação.

Se pudéssemos traçar um quadro comparativo entre os meios, teríamos os seguintes pontos fortes e fracos de cada um.

Papel
Pontos fortes: Portabilidade, tendência à profundidade, leitores fiéis e profissionais experientes (credibilidade)
Pontos fracos: Interatividade fraca, rápida expiração, distribuição limitada

Vídeo
Pontos fortes: Abrangência, trabalho com emoção, tempo real e catarse (reinvenção da realidade)
Pontos fracos: Rápida expiração, contextualização fraca e alto custo de produção

Internet no computador
Pontos fortes: Abrangência (já mais que os veículos impressos, porém menos que a TV), interatividade, tempo real, capacidade multimídia e perenidade (banco de dados, acesso a versões anteriores)
Pontos fracos: Concorrência com outras informações (MSN, redes sociais etc.; potencial de distração é maior), falta de formato consagrado (pode dificultar rápida apreensão de conteúdos), equipes jovens (inexperiência)

Internet no celular
Pontos fortes: Portabilidade, tendência à superficialidade, tempo real, interativa, foco 100% no leitor/usuário, contextualização de dados com GPS
Pontos fracos: Legibilidade, compatibilidade entre aparelhos (muitos formatos), custo da telefonia celular (Brasil tem o 5o. maior do mundo), inconveniência ao usuário (“spam” das operadoras e de noticiários)

Anúncios

2 comentários sobre “Meios de distribuição de notícias e suas características

  1. @madu olá professor, vc me deu aula no Mack… e pensar que hoje trabalho em um dos meios de distribuição de notícias online… te follow ok

    • Michele,
      Pois é! O tempo passou, não? Mas espero voltar a dar aula. Na verdade, tenho certeza que voltarei. Na hora certa! ;)
      Fico feliz que você esteja no mercado! Bom manter contato!
      Abraços,
      Professor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s